Arquivo da categoria ‘GEO’

GEO NEWS

Publicado: 13 de setembro de 2012 por Mitie em GEO, Notícias, Relações Internacionais

COMISSÃO DE ASSUNTOS JURÍDICOS E POLÍTICOS

A Comissão de Assuntos Jurídicos e Políticos (CAJP) é um órgão permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) responsável por assuntos relacionados ao Direito Internacional e aos Direitos Humanos, viabilizando a promoção e garantia destes nas Américas, além de moderar quais os países que podem ou não se tornar Observadores Permanentes da OEA. As atuais autoridades da Comissão são, como presidente, a Embaixadora Maria Isabel Salvador (representante permanente do Equador) e, como vice-presidente, Mayerlyn Cordero (representante alterna da República Dominicana).

A comissão em questão produz relatórios anuais que contêm observações e recomendações referentes à Corte Interamericana de Direitos Humanos, ao Centro de Estudos da Justiça das Américas, a Comissão Jurídica Interamericana e a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, de modo a coordenar suas ações, bem como projetos de resolução para os mesmos.

O CAJP possui também projetos de resolução próprios, todos relacionados aos direitos humanos. No ano de 2012, foram aprovados alguns planos de resolução: Defensoras e Defensores de Direitos Humanos: apoio às tarefas realizadas pelas pessoas, grupos e organizações da sociedade civil para a promoção e proteção dos direitos humanos nas Américas; Deslocados Internos; Pessoas Desaparecidas e assistência a seus familiares; Projeto de convenção Interamericana contra o racismo e toda forma de discriminação e intolerância; Direito à Verdade; Promoção do Tribunal Penal Internacional; Educação em Direitos Humanos na Educação formal nas Américas, entre outros.

Para mais informações acesse o site clicando aqui.

 

Anúncios

GEO NEWS

Publicado: 22 de agosto de 2012 por Mitie em GEO, Notícias

O princípio da não intervenção estatal, adotado constitucionalmente pelo Brasil, está sendo amplamente posto em pauta nos últimos dias devido ao caso de Julian Assange, australiano fundador do WikiLeaks. O governo britânico ameaçou invadir a Embaixada do Equador em Londres onde Assange encontra-se sob asilo político concedido pelo país americano para tirá-lo a força e extraditá-lo para a Suécia, onde cumpriria pena por “transgressões de caráter sexual”.
O Brasil já expressou, em sessão extraordinária da Organização dos Estados Americanos (OEA), preocupação com a ameaça britânica e alertou que a execução de uma ação desse tipo teria “consequências gravíssimas” para o direito internacional, como afirmou o ministro Breno Dias da Costa. Segundo o mesmo, o Brasil entende que as informações, conforme apresentadas, dão conta de um tema muito grave, e que, evidentemente, se o governo britânico em algum momento pensou em tomar uma ação deste nível, certamente deve considerar que as consequências seriam gravíssimas. Alem disto, outras reuniões, como um encontro dos chanceleres da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) e da Alba (bloco formado, entre outros, por Equador, Bolívia e Venezuela) também acontecerão visando soluções diplomáticas para o assunto.
O Conselho Permanente da OEA, no mesmo sentido, se reuniu a pedido do Equador para debater o tema, já que o mesmo reclamou da disposição britânica para violar acordos multilaterais que garantem direito de concessão de asilo e a inviolabilidade de instalações diplomáticas. Para o país, o Reino Unido quer sobrepor leis domésticas – suas e da Suécia, que pediu a extradição de Assange – aos tratados internacionais, como a Convenção de Viena. O parlamento equatoriano pressionou a comunidade internacional a “rejeitar toda ameaça ou uso da violência como mecanismo para a resolução de conflitos entre Estados soberanos” e lembrou ao Reino Unido que se deve buscar “soluções pacíficas em qualquer tipo de controvérsia”, sempre sob os princípios da “independência e igualdade jurídica dos Estados”.
A representante do Equador, Maria Isabel Salvador, acredita que o país não pode deixar de repudiar as ameaças britânicas, entregues por escrito, tanto do ponto de vista político quanto jurídico, porque são atos de hostilidade, levando em conta que a decisão de conceder o asilo foi tomada porque as garantias de direitos humanos eram insuficientes.
O Reino Unido negou ter feito ameaça, mas reiterou que não aceita o asilo diplomático, já que os britânicos consideram juridicamente questionável e insustentável o uso de instalações diplomáticas para evitar a prisão e extradição de Assange e não permitirão a livre passagem dele por seu território.

Fonte: O Globo, Folha de São Paulo e Folha.com.

Fórum de Discussão Estudantil

Publicado: 20 de agosto de 2012 por Mitie em GEO

O fórum de discussão estudantil é uma realização do Grupo de Estudos e Pesquisa em Organizações Internacionais, cuja iniciativa visa a promoção ao contato acadêmico pelos alunos de ensino médio da rede pública e particular, já que para as simulações, os estudantes têm a oportunidade de utilizar os conhecimentos de história e geografia adquiridos na sala de aula, além de desenvolverem habilidades de oratória e negociação.
Uma simulação ou um modelo de organizações internacionais consiste em um grupo de estudantes que fazem parte de uma delegação, representando um país no Fórum Internacional simulado. Durante os dias de evento, cada participante atua como um diplomata ou embaixador debatendo temas da agenda internacional de grande relevância para a comunidade internacional.
Nos últimos anos tem surgido nas nações do continente americano uma lógica de aproximação, em busca da construção de uma estratégia diplomática voltada para o equilíbrio do continente, garantidora da paz, em um contexto de instabilidade devido às incertezas políticas e crises internacionais. Frente a tais perspectivas, os países do continente americano buscam se inserir nesse cenário, tentando consolidar suas instituições.
Centrada nesses problemas, a Organização dos Estados Americanos visa ações que venham a diminuir os problemas do continente, tendo em vista as questões globais que a humanidade enfrenta. Ao participarem do Fórum de Discussões, os estudantes terão a oportunidade de atuar como delegados de países americanos membros da OEA. A ideia central dos fóruns deste ano será consolidar a importância dos debates como situações de aprendizado e ensino, através da Comissão de Assuntos Jurídicos e Políticos (CAJP), onde será discutido o tema ‘Instituições Democráticas nas Américas e o golpe paraguaio de 2012’, e na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), com o tema “Povos Indígenas nas Américas”.
Assim, é com satisfação que os convidamos para o IV Fórum de Discussão Estudantil, que será realizado nos dias 18, 19 e 20 de outubro de 2012.
As inscrições estarão abertas a partir do dia 3 de setembro, e se encerrarão dia 6 de outubro. Organizem-se em delegações e venham fazer parte dos Fóruns 2012!

Mais informações sobre o evento no Twitter @foruns2012, na página oficial do Grupo de Estudos e Pesquisas em Organizações Internacionais no Facebook ou no site oficial do evento foruns2012 .
Contamos com a presença de vocês!

Inscrições para o IV FDU

Publicado: 15 de abril de 2012 por Mitie em GEO, Reuniões

Oi galera!
Anotem: as inscrições dos Foruns 2012 serão até dia 20 de abril! Ainda dá tempo de montar suas delegações e participarem!

Mais informações no site Fóruns2012

Mini-simulação

Publicado: 23 de março de 2012 por Mitie em GEO, Reuniões

Olá pessoal!

Sexta feira da semana passada (16/03) realizamos a primeira mini-simulação do ano!
A participação dos novos alunos foi excepcional, pois além de serem grande número, debateram proficuamente sobre o tema, o que já deu uma ideia de como vai ser os próximos Foruns! Agradecemos a todos os participantes!
As fotos da mini-simulação já estão disponíveis para vocês!

Lembrando que haverá amanhã, sexta-feira (23/03) às 15h na sala 51, a 3° reunião de estudos, onde será debatido o acordo realizado pela OEA em 1947, o TIAR – Tratado Interamericano de Assistência Recíproca. Além disso, como estudo de caso, serão analisadas as decisões tomadas por esse órgão em relação ao conflito das Ilhas Malvinas. Os textos já estão disponíveis, o texto do tratado foi mandado como anexo no e-mail que vocês receberam, e o segundo texto está disponível no Xerox, “OEA – Arrighi, Jean M.” Referente à “Os caminhos para a manutençao da segurança e da paz – Arrighi, Jean M.” (terceiro capítulo do livro “OEA – Organização dos Estados Americanos”), p. 59 – 73.

Não percam!

Três anos de GEO

Publicado: 1 de dezembro de 2011 por shisatomi em GEO, Notícias

O dia 1º de dezembro é sempre uma data especial para o GEO por ser o marco oficial da formação deste grupo, que hoje completa seus três anos de existência.

O início do grupo, até então sem nome ou estatuto, munido apenas de idéias fomentadas por estudantes da terceira turma de Relações Internacionais da UNESP de Marília, ocorreu em 2008, após diversas reuniões em que a estrutura básica do grupo foi sendo formulada. Coletando idéias e sugestões, adaptando o estatuto de organizações semelhantes àquela que se pretendia criar na FFC de Marília, e atraindo os calouros interessados, nascia o GEO – então Grupo de Estudos em Organizações.

No ano seguinte, as ambições do grupo se estenderam para além da simples vontade de existir e propagar conhecimento através dos estudos realizados dentro da sala de aula. Conforme idealizado, os estudantes organizaram a primeira simulação do GEO através da marca Fóruns, naquele ano, atuando sob o tema “Agindo localmente se pensa globalmente”. O evento Fórum de Discussão Universitária, realizado na própria faculdade, foi direcionado aos estudantes universitários, consistindo no primeiro modelo de simulação da Organização dos Estados Americanos – OEA do interior de São Paulo. Da mesma forma, ainda no ano de 2009, seria realizada a primeira edição do Fórum de Discussão Estudantil, desta vez voltado aos estudantes de ensino médio das redes pública e privada do município de Marília. Foram dois grandes sucessos para o grupo que, recém criado, acostumar-se-ia, nos anos seguintes, à realização de eventos de alta qualidade técnica e acadêmica.

Em 2010, desta vez agindo sob o lema “Aproximando culturas e cultivando o respeito”, o GEO se consolidou como um grupo universitário de estudos não somente dentro das salas de aula, mas também como promotor de eventos de simulação no interior paulista. Nas duas edições de simulação – o II Fórum de Discussão Universitária e o II Fórum de Discussão Estudantil – os Fóruns 2010 atraíram estudantes de fora da cidade, contribuindo ainda mais para a melhora da qualidade de discussões e promovendo a integração entre jovens cujos sonhos para o futuro estavam sendo construídos. Paralelamente aos eventos, as reuniões de estudos eram realizadas periodicamente, e cada vez mais, o GEO se tornava uma forma atraente de se aprender e ensinar, de maneira que estudantes veteranos começassem a construir seus estudos acadêmicos em torno das bases teóricas e práticas fornecidas pelo grupo. Analogamente, muitos calouros se beneficiaram das atividades do GEO para iniciar suas trajetórias de graduação, aumentando o número de membros ativos no grupo. Devido, então, à necessidade de ampliação de escopo observada pelos próprios estudantes, o grupo se submeteu a novas redefinições e mudanças, passando a ser chamado GEO – Grupo de Estudos em Organizações Internacionais.

As atividades continuaram, e neste ano de 2011, muito foi conquistado pelo GEO. Oficializado como grupo de pesquisa integrante da Faculdade de Filosofia e Ciências, ele passou a fortalecer o seu lado acadêmico de produção de estudos na forma de publicação de artigos – o que lhe valeu mais uma modificação em seu nome. O GEO seria, doravante, chamado Grupo de Estudos e Pesquisa em Organizações Internacionais. Entretanto, as mudanças estruturais alcançadas neste ano vão além da simples introdução de um novo termo. O GEO está expandindo seus horizontes acadêmicos na mesma medida em que evolui como promotor de eventos de simulação, como o III Fórum de Discussão Universitária e o III Fórum de Discussão Estudantil, realizados ao longo do ano com a qualidade e dedicação dos anos anteriores, sob o lema “Desenvolvendo alternativas para um mundo sustentável”.

Que não se fixe a ideia equivocada de que o caminho percorrido desde 2008 até hoje foi fruto de pouco trabalho. Muito pelo contrário, foi preciso muito esforço e empenho dos membros do grupo, envolvimento de professores, amigos e participantes de eventos, sem contar as infinitas horas de trabalho para elaboração de todo aparato material e intelectual por parte dos membros de todas as gestões que passaram pela direção do GEO. Principalmente, deve-se destacar que, não fosse o voluntarismo dos estudantes de Relações Internacionais, muito do prestígio do curso em Marília, e até mesmo dos benefícios convertidos à cidade em forma de projetos sociais, jamais teriam sido concretizados – e somente o foram por conta do árduo trabalho deste grupo.

Assim, completamos, no dia 1º de dezembro de 2011, o primeiro ciclo de vida do GEO, em que membros antigos o deixam, enquanto novos membros ingressam nesta jornada de quatro anos de graduação; em que os modeleiros veteranos encerram sua participação nos Fóruns, enquanto novos participantes são iniciados nesta atividade tão envolvente. A promessa para o GEO em 2012 não será diferente daquelas dos anos de 2008, 2009, 2010 e 2011 em termos de qualidade, sucesso e dedicação. A gestão 2012 do GEO agirá sob o lema “Educação: edificando o hoje e construindo o amanhã”, que embasará todos os eventos do ano no fundamento essencial para a sociedade: o ensinar e o aprender.

Com o corpo discente, a experiência, o patrimônio material e intelectual e as estruturas adquiridos pelo grupo, antever um ano repleto de sucessos e novas conquistas para a já abarrotada coleção do GEO é inevitável.

O GEO agradece a todos aqueles que, de uma forma ou outra, envolveram-se com o grupo e contribuíram para fazer dele o grande sucesso que é hoje. Também damos boas vindas àqueles que iniciam o contato com o grupo e saudamos com alegria aqueles que continuarão com o GEO por quanto tempo o tempo permitir. Que se sucedam mais e mais ciclos de bem sucedidos eventos, projetos sociais, estudos e companheirismo!

Parabéns ao GEO por mais um ano de existência, e que venham muitos outros!

Temas definidos!

Publicado: 25 de agosto de 2011 por ruan25 em GEO, Notícias
Tags:

A edição dos Fóruns 2011 para alunos de ensino médio está chegando! Nos dias 6, 7 e 8 de Outubro estudantes de Marília e região serão os protagonistas de uma nova simulação da OEA promovida pelo GEO, e os temas das discussões já estão definidos.

  •  Como funciona?

Cada grupo de 4 estudantes forma uma delegação de diplomatas que representará um dos 34 países da OEA nas discussões. Nos dois primeiros dias os estudantes estarão divididos em 2 comitês, em sessões simultâneas, de modo que cada delegação terá dois representantes em cada comitê, discutindo 2 temas diferentes. No último dia, todos se reúnem para a sessão da Assembléia Geral. Não é uma palestra, é mais como um jogo, com regras, objetivos, habilidades que contam pontos e prêmios para os que mais se destacam. Além do aprendizado na prática, os participantes têm 3 dias de diversão, conhecem novas pessoas, fazem novas amizades e ainda conhecem mais de uma área de atuação muito interessante e promissora.

  •  Os temas:

A simulação deste ano traz mais uma vez para o debate temas relevantes, atuais, e que, além de tudo, despertam muitas controvérsias.

 CIDI: No Conselho Interamericano de Desenvolvimento Integral, o tema será: “Desenvolvimento nas Américas: discussão de medidas efetivas e conjuntas para o auxílio aos países pobres na adoção de políticas sociais e econômicas.”

CG: E na Comissão Geral do Conselho Permanente se discutirá: “O Desafio da transparência: WikiLeaks, Segredos de Estado e o Direito de Informação nas Américas”.

 

Gostou? Então aguarde! Em breve as inscrições para o Fórum serão abertas! Até lá, fique de olho no GEO.